Papo de Varzea

Arquivo : julho 2014

Futebol de Várzea – Confira os resultados do final de semana
Comentários Comente

Papo de Várzea

1ª Copa Coroado de Futebol Amador:

Dia: 27/07 – Domingo – Arena Coroado
Porto/São Miguel (3)0x0(4) A.A Pacarana/Cid. A.E Carvalho

Dia: 27/07 – Domingo – Arena Codó
E.C Vila Reis/São Miguel Paulista 0X1 E.C Mec/Cid. Tiradentes
Bola Solta/Guaianases 0X1 Comando/Jd Robru

7ª Copa da Paz – Paraisópolis:

Vida Loka 1×0 Renascente
Grêmio União 1×1 Coroado
Nove de Julho 0x1 Pioneer
Palmeirinha 1×1 Sport
Currião 2×3 Interpânico
Paraíbas 0x1 Levanta Poeira
Inter Moinho Velho 0x2 Jd. Jaqueline
Eledy 5×0 Unidos da Tijuco

Fotos cedidas pela rapaziada da Copa da Paz:

tabelao 2

tabelao 4

 

Liga de Futebol SBC – Divisão Especial – FINAL:

EC DER 1×0 EC Palestrinha

 

tabelao 7

 crédito da foto: EC DER

Por Carlão Carbone


Agenda da Várzea – Campeonatos, Amigáveis e Confraternizações – 25/7 a 27/7
Comentários Comente

Papo de Várzea

Sábado, 26/07FESTA ENTRE AMIGOS 260714

1ª Festa do Chopp – 12º Aniversário Entre Amigos / V. Progesso (Itaquera)

Das 14:00h às 22:00h // Convite: Eles: R$ 30,00 e Elas: R$ 20,00

Chácara Quintal Grande – Rua Roque Polidoro, 164 – Itaquera (Atrás do Fórum)

 

 

 

FINAL COPA CAPELA DO SOCORRO 260714Sábado, 26/07

Final XV Copa Capela do Socorro

16:00h – Garotos da Vila x Vila Remo

Local: CDC Anhanguera

Sábado, 26/07 e Domingo, 27/07

 
festa-3-anos-torcida-nação260714Sábado, 26/07

Festa de 3 anos Torcida Nação Azul – Napoli / V. Industrial

A partir da 14:00h

Local: Quadra da Escola de Samba Unidos de São Lucas (Rua Carminha, 264)

 

 

Sábado, 26/07 e Domingo 27/07copa da paz 2014

7ª Copa da Paz – 2014 – Paraisópolis

Local: Arena Palmeirinha Paraisópolis Uniex

Sábado, 26/07
14:00h – Vida Loka x Renascente
15:20h – Grêmio União x Coroado
16:40h – Nove de Julho x Pioneer
18:00h – Palmeirinha x Sport
19:20h – Currião x Interpânico

Domingo, 27/07
11:30h – Paraíbas x Unidos do Ester
12:50h – Unidos do Morro x VKN
14:10h – Portuguesa x Bola + Outro

 

copa bifarma Sábado, 26/07

 1ª Copa Bifarma de Futebol Amador

14:30h – Vila Nova Paquetá/Pirituba x 1º de Maio/Tatuapé

16:00h – AA Peri Novo/VN Cachoeirinha x EC Classe A/Barra Funda

Local: CDM Jardim Regina – Pirituba

 

Domingo, 27/07logo copa coroado

1ª Copa Coroado de Futebol Amador

Dia: 27/07 – Domingo – Arena Coroado
11:30h – Porto/São Miguel x A.A Pacarana/Cid. A.E Carvalho

Dia: 27/07 – Domingo – Arena Codó
14:00h – E.C Vila Reis/São Miguel Paulista x E.C Mec/Cid. Tiradentes
15:15h – Bola Solta/Guaianases x Comando/Jd Robru

 

final der x palestrinha 2607Domingo, 27/07

Final Liga de Futebol SBC – Divisão Especial

10h:00h – EC DER x EC Palestrinha

Local: Estádio 1º de Maio (Vila Euclides)

 

 

Domingo, 27/07confraria dos boleiros x guaianases 2707

Amistoso

Botafogo/Guaianses x Confraria dos Boleiros

Local: CEU Jambeiro (Av. José Pinheiro Borges, 60)

 

 

Sexta, 25/07, Sábado, 26/07 e Domingo, 27/07

Amistosos Libertadores da Várzea (LOCFA)

Sexta-feira, 25/07amistoso locfa veronia  fonseca 250714
19:00h – J. Verônia/Erm. Matarazzo x Família Fonseca/V. Maria
Local: CDC Ermelino Matarazzo (Rua Reverendo Euclides Pereira, 08)

 

 

 

Sábado, 26/07amistoso locfa elba x fumaca 270714
14:00h – Jardim Elba EC x AEF Fumaça
Local: Campo Mané Garrincha

 

 

Sábado, 26/07amistoso locfa dha flor x metalurgico preto 270714

15:00h – Flor de São João Clímaco x SE dos Metalúrgico
Local: Campo do Flor SJ Clímaco

 

 

Sábado, 26/07amistoso locfa dha v fundao x so quem é 270714
13:00h – Vila Fundão x Só Quem é
Local: Campo do Colorado

 

 

Domingo, 27/07amistoso locfa miliano x botafogo 270714
13:00h – Botafogo/Rio Pequeno x ADC Milianos/Morro do Piolho
Local: Campo do Corinthians do Rio Pequeno (Av. do Rio Pequeno, 1800)

 

 

Domingo, 27/07amistoso locfa boa x penarol 270714
11:30h – AE Boa Esperança x Peñarol
Local: Campo do AE Boa Esperança

 

 

Domingo, 27/07amistoso locfa dha quebrada x ouro preto 270714
11:00h – Dha “Q” Brada x AE Ouro Preto
Local: Campo do Caldeirão do Iporanga

 

 

Domingo, 27/07amistoso locfa coroa x ajax 250714
12:00h – Coroa FC x Ajax FC
Local: Campo CDC de Vila Rica

 

 

 

 

Por Carlão Carbone


Agenda da Várzea – Campeonatos, amigos, debates e cinema – de 18/07 a 20/07
Comentários 2

Papo de Várzea

A Copa do Mundo já acabou, mas o futebol de várzea continua a milhão. Faça seu roteiro e bom divertimento!

Amistosos da Libertadores da Várzea (LOCFA)

locfa sab domSábado, 19/07 – CDC Palmeirinha (Paraisópolis)
16:30h – Palmeirinha x FR Vila Fundão

Sábado, 19/07 – Campo Mané Garrincha (Campo do Elba)
16:00h – Jd. Elba EC x Metalurgicos/SC do Sul

Domingo, 20/07 – CDC São Luiz
12:00h – Vida Loka/Fav. Felicidades x Ajax/Jd. São Jorge

Domingo, 20/07 – CDC Pq. Fongaro
12:00h – Ratatá FC/Heliópolis x Cantareira FC/Heliópolis

Copa Coroado 2014

Sábado, 19/07 – Arena Codólogo copa coroado
14:00h – GR Kizomba/Cid. Kemel x GR Bicho Solto/Itaim Paulista
15:15h – ACE Colorado/Castro Alves x Nação Juve FC/Mooca

Domingo, 20/07 – Arena Coroado
09:00h – Comando/Jd. Robru x Bola na Hora FC/Cid. Tiradentes
10:30h – AA Pacarana/Cid. AE Carvalho x Trovões/V. Curuçá

Domingo, 20/07 – Arena Codó
14:00h – SE Az de Ouro/Itaim Paulista x Coimbra/Jd. Robru
15:15h – AEC Vila Nova/Guaianases x Arsenal FC/Itaquaquecetuba

 

Copa Jardim das Palmas

Domingo, 20/07

12:00h – Boca Júnior X Mistura Fina
13:30h – Titânico X Vila Praia

 

Sesc na Copa – O futebol de várzea

Domingo, 20/07

A partir das 13:30h

Bate-papo sobre futebol de várzea com o jornalista Diego Viñas, o diretor do filme Várzea – A Bola Rolada na Beira do Coração, Akins Kinte, e Arthur Tirone, coordenador da Associação Atlética Anhanguera, time de várzea da Barra Funda.

Após o bate-papo será exibido o filme Várzea – A Bola Rolada na Beira do Coração.

http://www.sescsp.org.br/programacao/35983_O+FUTEBOL+DE+VARZEA#/content=saiba-mais

 

Mostra Futebol BR

mostra de futebol brDe 18/07 à 05/09

Futebol de raiz, de norte a sul do Brasil
CEU Parelheiros: Rua José Pedro de Borba, 20 – Jd. Novo Parelheiros

 

 

 

 

 

 

 

 

1º Festival Só na Brisa e Amigos

Local: CDM Jd. Reginafestiva so na brisa sabado

Sábado, 19/07
08:00h – Jd. Regina x Vila Izabel
08:45h – Jd. Regina x Vila Izabel (Sub 10)
09:30h – Elo Perdido/Jaraguá x Bronks FS/Taipas (Sub 13)
11:00h – Loucos e Malucos/Morro Doce x Real Nardini/Pirituba
12:30h – Panela FC/Jaraguá x AE Fumaça/Cid. Tiradentes
14:00h – Praça FC/Pirituba x Jd. Veronia/Erm. Matarazzo
15:30h – Só na Brisa/Pirituba x Existente/Jaçanã

Domingo, 20/07
08:30h – Aliança/Pirituba x Só Pinga/Morro Docefestival so na brisa domingo
10:00h – BateFacil/Jd. Regina x Tradição/Perus
11:30h – Viracopos/Pirituba x Raça Ruim/Vila Matilde
13:00h – Barroca/Sta. Monica x Botafogo/Rio Pequeno
14:30h – Social/Jaraguá x Anhanguera/Sto. Amaro
16:00h – Saloá/Pirituba x Risco FC/

 

 

 

1ª Copa Santa Cruz 2014 de Futebol Amador
1891169_892593547421101_549948965378956444_nLocal: Arena Vl. Rica

Domingo, 20/07

10:00h – Vl. Rica FC/V. Rica x Piauí FC/Pq. do Carmo
12:00h – XI Garotos FC/Erm. Matarazzo x Apoio FC/Nova York
13:30h – CA Carrão/V. Carrão x XV de Machados FC/XV de Machados
15:00h – SDX FC/Cid. Tiradentes x Terror do Balde FC/Sto. Eduardo

 

Por Carlão Carbone


“Nunca ganhei nem perdi de 7 a 1. Na várzea, os times eram bons”
Comentários Comente

Papo de Várzea

futsydney

A Copa do Mundo acabou, mas a zoeira é sem limites. Sábado, dia em que o Brasil faria o jogo contra a Holanda, ainda não sabíamos que sofreríamos outra goleada (e nem que a Alemanha seria a campeã). Eu estava no campo do Anhanguera da Barra Funda, ali na Rua dos Italianos, onde conheci o seo Sidney Carlos, o Nariz, de 66 anos, aposentado que há quase 40 anos faz parte da história do time de várzea fundado em 1928. Ele contou que nunca perdeu de 7 a 1 na várzea.

“Eu era volante e aqui no Anhanguera. Nunca vi esse resultado. Nunca ganhei e nem perdi de 7 a 1. Na várzea, eram jogos muito duros, disputados. Os times eram muito bons”, fala.

A maior vitória de que lembra até contou com sete gols, mas longe do vexame brasileiro. “Minha maior vitória foi de 5 a 2, contra o Moocafogo, da Mooca. Inclusive, eu fiz um gol de bicicleta”, diz. “A maior derrota nossa nem foi uma goleada, Mas estávamos há 99 partidas invictos e o Sulamericano do Bom Retiro venceu por 2 a 1, acabando com a chance de 100 jogos de invencibilidade”.

Morador da Casa Verde, Zona Norte, ele também jogou pelo time Diamante Negro. “No meu time tinha Serginho Chulapa, Mauro e Lucas, que saíram da várzea e foram jogar pelo São Paulo. Serginho, na época, chamava Esquerdinha. O futebol precisa mais de varzeanos”.

“Tem que investir na base”

Nariz hoje treina as categorias de base do Anhanguera da Barra Funda, uma garotada de 14 a 17 anos. “A base é o futuro e temos que investir. Temos um garoto de 17 anos que já é artilheiro do Palmeiras na sua categoria”, conta.

Hoje treinador, Nariz teve a honra de fazer curso com Telê Santana, Rubens Minelli e Carlos Alberto Silva. “Tive aulas com esses verdadeiros estrategistas. Hoje, vejo que é um momento de recomeçarmos do zero, senão vamos ficar muito tempo sem ganhar nada. E temos que abrir as portas para os times da várzea”.

Por Diego Viñas, do Varzeapédia


Copa Coroado – Confira os resultados do final de semana 12/07 e 13/07
Comentários Comente

Papo de Várzea

Nem as finais da Copa do Mundo conseguiram parar a Copa Coroado. Acompanhe os jogos deste final de semana:

Dia: 12/07 – Sábado – ARENA COROADO
A.C.E Colorado/Castro Alves 2×1 Nave F.C/Guaianases
G.R Kizomba/Cid. Kemel 1×1 Nação Juve F.C/Mooca

Dia: 13/07 – Domingo – Arena Coroado
União da Vila/Lageado (L) 1×4 E.C Vila Reis/São Miguel Paulista (B)
Vila Itaim/Itaim Paulista (C) 4×2 Amigos F.C/Santa Terezinha (J)

Dia: 13/07 – Domingo – Arena Codó
Vila Júlia F.C/Vila Júlia (I) (4)1×1(3) A.C Sarandi/Cid. Tiradentes (D)
A.A Titanus-Codó/Guaianases (M) 2×0 G.E Nova Cidade/A.E Carvalho (A)

coroado-1207

 

coroado-1207-1

 

copa-coroado-1207-2

 

Por Carlão Carbone

 


Ipiranga e Vila Alice se classificam em Santo André, em jogos emocionantes
Comentários Comente

Papo de Várzea

 

Ipiranga bate o Lua Nova de virada

14643893564_91bc343ed0_o[1]

No último domingo, o Brasil todo parou para a final da Copa do Mundo. Ou melhor: quase todo. Enquanto a Alemanha batia a Argentina por 1 a 0 para conquistar seu quarto título mundial, a última rodada da 1º Divisão de Santo André rolava. Jogando no campo do Stella, o Ipiranga ganhou do Lua Nova por 3 a 2 e garantiu sua classificação para a segunda fase.

O Lua Nova abriu o placar aos 9 minutos do primeiro tempo, com o centroavante Edson. Ele aproveitou escanteio bem cobrado do camisa 10 Marcinho para vencer o goleiro. O empate do Ipiranga saiu aos 28 minutos: Thiago recebeu lançamento na direita e cruzou para Du, que chegou batendo de primeira.

O gol da virada veio no ataque seguinte. O meia Bê dominou na entrada da área e tocou para Du, que foi derrubado dentro da área pênalti. O camisa 10 Baitola chamou a responsabilidade e bateu forte, no canto, fazendo 2 a 1 para o Ipiranga.

No segundo tempo, após 35 minutos de jogo truncado, saiu o terceiro do Ipiranga. Bê roubou a bola na intermediária e tocou para Dudu, que bateu forte. O Lua Nova ainda fez o segundo com Hélio. O lateral direito Marcio arriscou chute da entrada da área, o goleiro Lucas bateu roupa e o atacante aproveitou.

Com a vitória, o Ipiranga se classificou para a segunda fase – o Lua Nova já estava garantido. Nas oitavas de final, o Ipiranga encara o Centenário, no dia 20/7, às 9h, no campo do Nacional (em Santo André).

Vila Alice só empata com rebaixado

edu

Também no domingo (13/7), o Vila Alice jogou contra um rival já rebaixado e precisava apenas do empate para ir para à próxima fase. O 1 a 1 contra o Aliança, porém, esteve longe de ser tranquilo.

Após um primeiro tempo cheio de chances perdidas, o Aliança marcou o primeiro gol da partida logo aos 8 minutos. Após contra-ataque rápido, Beto colocou Papa-léguas na cara do gol. Ele driblou o goleiro Bilica para marcar.

O gol de empate do Vila Alice saiu de uma jogada duvidosa, aos 23 minutos. Na área do Aliança, a bola bateu na mão do volante Wilson e o árbitro marcou o pênalti. Chiquinho, que tinha acabado de entrar, pegou a bola e bateu firme.

Nas oitavas de final, o Vila Alice vai encarar o Alvi Negro, no dia 20/7, às 11h.

Por Eduardo Lima (editado pelo Papo de Várzea)


Jardim São Carlos é campeão da Copa Nove de Julho
Comentários Comente

Papo de Várzea

saocarlos
No último sábado, o Brasil perdia pela segunda vez na Copa do Mundo. Na zona norte de São Paulo, bem longe do estádio Mané Garrincha, alguns brasileiros comemoravam. E com razão: O São Carlos, de Guaianases, conquistou o título da Copa Nove de Julho. Na decisão, bateu o Jardim Regina por 1 a 0, com gol do atacante Thiaguinho no começo do segundo tempo (e quase sem querer). Ao tentar cruzar para a área, o jogador pegou errado e a bola acabou indo para a direção do gol. Depois disso, o Jardim Regina pressionou, chegou a empatar no fim do segundo tempo, mas o gol foi anulado. Confira como foi o jogo no vídeo da galera do “Futebol é Coisa Séria”:

Parabéns ao campeão geral e aos campeões de cada sede. Que o torneio de 2015 seja tão disputado!

jdregina

jdregina2

saocarlos2

Por Bruno Doro (com fotos de Lucas Ribeiro)


Título alemão e fracasso brasileiro têm almas iguais: o futebol de várzea
Comentários 3

Papo de Várzea

papodevarzea2---Copia

O Brasil, o país do futebol, gosta de se gabar que por aqui nasce um craque a cada esquina. Que é só ir até o campinho do bairro para encontrar o próximo Neymar. O resultado da seleção brasileira em sua própria Copa do Mundo indica que isso está bem longe da verdade. Só que… Será que é assim mesmo?

Para ser sincero, não sei se surgem craques a cada esquina no Brasil. Ninguém sabe. Mas de uma coisa eu tenho certeza: existe muito talento nas ruas brasileiras, jogadores com potencial para brilhar nos campos país a fora. O problema é que esses talentos são jogados no lixo aos montes. E é essa a diferença que a Alemanha esfregou na cara do Brasil com o título da Copa do Mundo, conquistado no domingo.

Depois de dois anos indo, semanalmente, para as periferias acompanhar futebol de várzea, eu consegui ver que existem muitos atletas com potencial para o futebol profissional jogados às moscas. São meias habilidosos que distribuem o jogo com precisão, pontas de lança habilidosos que deixam sempre o centroavante na cara do gol, atacantes rápidos e dribladores que cansam de humilhar seus defensores.

E eles estão nos terrões, ganhando R$ 100, R$ 200 por jogo. Como ninguém sobrevive com isso, são obrigados a levar seu corpo ao limite. Jogam quatro, cinco vezes por fim de semana para completar o orçamento. E quando surge a oportunidade de tentar a sorte no futebol profissional, para a maioria deles já não vale a pena: os destaques da várzea faturam mais de R$ 1500,00 por mês com futebol amador, mais prêmios por performance – alguns clubes são muito bem estruturados, tem patrocinadores, programa de sócio-torcedor e até treinam durante a semana.

No futebol profissional, o salário é fixo, mas menor. Pouco acima do salário mínimo. E o atleta só pode defender um clube, sem ganhos extras. Sem contar o fator calote: nas divisões menores, muitos times não pagam. E os que pagam, ainda podem atrasar. É comum ouvir, na várzea, relatos de atletas que deixaram de ser profissionais após, pela enésima vez, jogar um campeonato estadual por seis meses e receber apenas três meses.

Mas o que a Alemanha tem a ver com isso? A estrutura alemã, ao contrário da brasileira, abraça o futebol amador. Não exclui. A Federação Alemã investe na formação de seus campeonatos e tem uma estrutura gigantesca: são 2344 divisões e 33.633 times ativos. Considerando que cada equipe conta com média de 30 jogadores, o universo de atuação, em competições oficiais, é superior a um milhão de vagas.

No Brasil, o sistema é bem mais modesto. São quatro divisões nacionais e 80 divisões regionais, nas categorias principais. Isso significa que o futebol brasileiro tem, para jogadores adultos, menos 40 mil vagas. Sabe qual o número de praticantes de futebol com que o governo trabalha? Dois milhões.

O resultado disso é um processo de seleção dificílimo. Quem vira jogador profissional no Brasil é herói e talentosíssimo. Mas isso quer dizer também que muita gente simplesmente nunca teve uma chance real de mostrar valor. Se o menino é craque, mas demorou a crescer, dificilmente terá chance nas categorias de base de um time. Se demorou a desenvolver seu talento motor e passou a mostrar talento a partir dos 14 anos, pode esquecer. Já é considerado velho.

Compare com o sistema alemão: eles têm um número similar ao brasileiro de jogadores de futebol, mas um sistema nacional 25 vezes maior. Some a isso, ainda, um programa nacional de capacitação de treinadores. E não só isso, mas um sistema de captação de talentos que funciona. Boa parte dos campeões mundiais foi descoberto em peneiras feitas pela própria federação ao redor do país – e essas peneiras são frequentes. Quem se destaca, pode mostrar se merece jogar em centros de treinamento.

No Brasil? Boa sorte nas peneiras dos clubes… E, mesmo para quem passa, a vida é difícil. Nas categorias de base, a necessidade de vitória em todos os campeonatos faz treinadores optarem pela força em detrimento do talento. Quem jogou bola no colégio sabe que, quando você é criança, quem cresceu e desenvolveu músculos mais cedo leva vantagem no corpo, mesmo não tendo o mesmo talento.

Não se engane: não é por acaso que nos últimos anos revelamos muito mais defensores do que atacantes. Se peneiramos força, vamos encontrar força. Como encontrar talento se ele é esmagado a cada jogada quando é moleque, tentando virar jogador profissional?

E a várzea está justamente nesse meio: os times são independentes de federações. CBF? Puff… Nunca apareceu nem para dar oi. No domingo, o Blog do Rodrigo Mattos noticiou que a Alemanha construiu 1387 campos pelo país na atual administração. A CBF fez três, na Granja Comary, para a seleção brasileira.

Os times amadores, quando recebem atenção do poder público, acabam virando peça de manobra eleitoral. Políticos vão ao local e prometem “grama sintética, alambrado, iluminação, vestiário”. Quando é eleito, reforma o campo e ganha os votos “por toda a vida”. Você acha, de verdade, que é um ambiente propício para a formação de craques?

Olhando para tudo isso, é um milagre que, mesmo nessa situação, ainda tenhamos craques aparecendo por aqui. Jô e William, por exemplo, jogaram muito nos campos de terra de Arthur Alvim e Itaquera antes de serem revelados pelo Corinthians. David Luiz fez o mesmo nos campinhos de Diadema.

Mas quem perde o bonde do futebol e, adolescente, ainda joga no terrão, na maioria das vezes já deu adeus ao sonho de criança. Já sabe que não vai “ser jogador”. O futebol amador é esquecido por aquele futebol que todos vemos na TV. E, enquanto for assim, vamos seguir destruindo possíveis talentos e reclamando, de quatro em quatro anos, que não produzimos mais craques como antigamente.

Por Bruno Doro


Histórias do país da Copa: a importância de um recorde
Comentários Comente

Papo de Várzea

papo-de-varzea2---Copia

Antes da final da Copa Kaiser, o técnico do Nove de Julho, que seria o campeão alguns dias depois, me procurou. “Oi, você sabe qual a idade do técnico mais novo que já ganhou a Copa Kaiser?” Eu não tinha a menor ideia da resposta. “Eu tenho 32 anos. Queria saber se era o mais novo”.

Comecei a pensar sobre o assunto. Será que a idade de um treinador importa tanto assim? Ederson Araújo mostrou que não.

Ele chegou ao Nove de Julho no começo do ano. Um dos times mais difíceis de se comandar do futebol de várzea de São Paulo. A diretoria é apaixonada. A torcida, fanática. Os jogadores com quem já conversei sempre ressaltaram isso. Outro detalhe, o time da casa Verde era obcecado pelo título da Copa Kaiser, mas nunca tinha passado da terceira fase.

Mas, claro, não bastava só isso. Quando Ederson chegou, o time só tinha seis atletas. Ele teve de recrutar mais 17 atletas. “O Nove não é fácil. O trabalho dele foi complicado demais. Mas olha o que esse time conquistou”, elogiou Fernando Pitbull, autor do gol mais importante da história recente do Nove de Julho, que se aposentou no ano passado.

Como Ederson fez isso? Conhecendo muito bem o adversário. A final, contra o Leões da Geolândia, da Vila Medeiros, parecia um desafio perdido. “O Nove tem garra, mas o time do Leões é muito melhor. Mais experiente, mais técnico”. Ouvi a frase de muita gente naquele estádio.

Mas não de Ederson. “Eles jogam com três zagueiros. Vou jogar com três atacantes. Tirar a sobra. Um drible, uma virada de jogo. E um jogador vai sair na cara do gol”. Quando Mosquito recebeu uma bola na esquerda, completamente livre, eu percebi que ali estava um cara diferente dos técnicos que se costuma encontrar no futebol amador. Parabéns, Ederson!

Por Bruno Doro (a foto é Eduardo Lima)